“Cuidar do Meio Ambiente é cuidar da gente”: Prefeitura e parceiros lançam campanha em período de seca

Período é considerado crítico para o meio ambiente, recursos hídricos e pode provocar diversos problemas de saúde O período que vai do outono até o fim do inverno...

49

Período é considerado crítico para o meio ambiente, recursos hídricos e pode provocar diversos problemas de saúde

O período que vai do outono até o fim do inverno é caracterizado pelo clima seco, com baixa umidade do ar e pouquíssimas chuvas. Essa época do ano favorece a incidência de queimadas e agrava a possibilidade de desabastecimento nas residências devido ao esgotamento dos mananciais. Também é mais nociva à saúde, com prevalência de problemas respiratórios. Diante desse cenário, a Prefeitura de Itabira, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e outros parceiros lançam a campanha “Cuidar do Meio Ambiente é cuidar da gente”, que reúne ações de conscientização, de prevenção e de resposta rápida a eventuais incidentes.

A campanha é encabeçada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e pelo Saae, mas conta com apoio da Unifei Itabira e de entidades integrantes do Projeto Mosaico. Entre as principais ações, além de recomendações educativas contra queimadas, a favor do uso racional da água e sobre cuidados com a saúde, estão a intensificação de divulgação do Portal ItabirAr, com monitoramento em tempo real da qualidade do ar; a instalação da Brigada Municipal de Incêndio Florestal; e trabalhos para ampliar a disponibilidade de recursos hídricos nas fontes de captação e contribuir com a capacidade de armazenamento nas residências que não possuem caixas d’água.

Em Itabira, quatro estações de monitoramento da qualidade do ar medem a concentração de poluentes presentes na atmosfera. Os índices dessas estações são enquadrados em categorias de valores que indicam se a qualidade está boa, moderada, ruim, muito ruim ou péssima. A partir desse acompanhamento, é possível alertar a população para os possíveis riscos e criar políticas públicas. Esses dados podem ser acompanhados pelo Portal ItabirAr no link: https://meioambiente.itabira.mg.gov.br/custom/cfg_qual_ar.aspx.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o nível ideal da umidade do ar para o organismo humano fica em torno de 40% a 70%. O que acontece nos meses mais secos é que esses índices podem chegar a menos de 30% e a baixa umidade relativa do ar provoca efeitos na saúde das pessoas como ressecamento das mucosas e outras infecções. A atenção com crianças e idosos deve ser redobrada nessa época do ano, pois são os grupos que tem maior sensibilidade para sentir os efeitos causados pela baixa da umidade do ar.

Algumas atitudes simples podem minimizar os efeitos da seca:

– Manter os ambientes arejados;

– Aumentar a hidratação, ingerindo mais líquidos;

– Dar prioridade com refeições leves com o uso de mais frutas e legumes;

– Evitar realizar atividades físicas nos períodos mais quentes do dia;

– Reforçar a higienização das mãos, evitando o contágio de vírus;

– Evitar fumar ou se expor a ambientes com poeira ou fumaça;

– Utilizar soro fisiológico nas vias respiratórias, em caso de necessidade;

– Evitar contato com pessoas com sintomas gripais;

– Aderir aos programas de vacinação.

Queimadas

A baixa umidade também agrava a situação das queimadas. Vale ressaltar que a queima irregular de resíduos sólidos e para limpeza de terrenos é considerada infração ambiental. De acordo com a Lei Municipal nº 5186/2019, em Itabira é proibido o uso de queimadas para limpeza de terrenos; queima de resíduos nas vias públicas, no interior de imóveis públicos ou particulares e provocar incêndio em florestas e demais formas de vegetação.

Na última semana, foi publicado do decreto que cria a Brigada Municipal de Incêndios Florestais, formadas por servidores da Itaurb que passaram por um treinamento com o Corpo de Bombeiro Militar. Esse grupo dará apoio à corporação no combate a queimadas em unidades de conservação sob responsabilidade do município, nas áreas de relevante interesse ecológico e também em locais que coloquem em risco as pessoas, o meio ambiente e o patrimônio histórico. A equipe será empossada ainda neste mês.

Em casos de incêndios, a orientação é acionar o Corpo de Bombeiros pelo telefone 193. Para denúncias de lotes vagos precisando de limpeza, acionar o departamento de Posturas da Prefeitura, telefone: 3839-2044 ou 3839-2143.