Vacinação antirrábica é antecipada e começa pela zona rural em Itabira

A campanha de vacinação terá início na próxima segunda-feira (18) A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) inicia, na próxima segunda-feira (18), a campanha de vacinação antirrábica para cães...

52

A campanha de vacinação terá início na próxima segunda-feira (18)

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) inicia, na próxima segunda-feira (18), a campanha de vacinação antirrábica para cães e gatos no município. As equipes de vacinadores irão percorrer, inicialmente, a zona rural e bairros com comunidades rurais, vacinando os animais de casa em casa, com o apoio das agentes de Saúde, que já fazem visitas frequentes e conhecem os moradores, além de saber quais as residencias possuem pets. A vacina é aplicada pela Diretoria de Zoonoses anualmente, para evitar a enfermidade e manter os cães e gatos saudáveis e, consequentemente, a população.

“Esse trabalho na zona rural é importante para garantir uma maior cobertura vacinal, já que os moradores dessas localidades têm dificuldade de levar seus cães e gatos até um posto de vacinação. Temos a expectativa de que sejam imunizados 16 mil animais em toda a campanha”, pontua Natália Andrade, superintendente de Vigilância em Saúde.

A vacinação de animais na área urbana vai acontecer de acordo com o calendário definido pela Secretaria de Estado de Minas Gerais, de 1º de agosto ao dia 14 de setembro. Nesse período, um ponto fixo de vacinação estará disponível na sede da SMS, no horário de 8h às 16h, de segunda a sexta-feira, para imunização dos animais. O dia “D de vacinação” ocorre em 3 de setembro, em aproximadamente 30 pontos de atendimento, a serem definidos posteriormente.

O que é a raiva?

A raiva é uma doença viral aguda, transmitida para animais e seres humanos pela saliva de animais infectados. Normalmente, o ser humano é contaminado após ser mordido pelo animal. No Brasil, gatos e cães são os principais transmissores. O vírus que provoca a doença ataca o sistema nervoso central do hospedeiro, causando inflamação no cérebro, que evolui de forma rápida.

Dentre os sintomas estão febre, dor de cabeça, salivação excessiva, espasmos musculares, paralisia e confusão mental.

A orientação do SMS é procurar atendimento médico imediatamente depois de ser mordida por um cão ou gato. Após o aparecimento dos sintomas, a doença é quase sempre fatal. A vacina pode prevenir a infecção. O combate e a prevenção da doença passam pela cobertura vacinal.

No Brasil a doença é considerada controlada, porém há confirmações de casos recentes. Somente em Minas Gerais, quatro casos suspeitos da doença foram confirmados nos últimos meses, com mortes registradas.

Por este motivo, é importante manter os animais de estimação com a vacina em dia. “Vale lembrar que a raiva é uma doença facilmente contraída, principalmente, por animais que vivem em locais com exemplares silvestres. Aqueles pets que transitam por sítios e fazendas, ou qualquer outro local que os deixam vulneráveis, também correm muito risco. A vacina antirrábica tem que ser administrada uma vez por ano, para dar total proteção contra a doença, potencialmente fatal”, conclui a superintendente Natália Andrade.

Brasília – A Secretaria de Saúde do Distrito Federal realiza, neste sábado (22), campanha de vacinação antirrábica para cães e gatos, na área urbana (Marcelo Camargo/Agência Brasil)