Conferência discute em Itabira o fortalecimento do SUS

A 11ª Conferência Municipal de Saúde busca discutir melhorias para a rede pública de saúde. “Itabira, fortalecendo o SUS e defendendo a vida” é o tema da 11ª...

70

A 11ª Conferência Municipal de Saúde busca discutir melhorias para a rede pública de saúde.

“Itabira, fortalecendo o SUS e defendendo a vida” é o tema da 11ª Conferência Municipal de Saúde, agendada para quarta (13) e quinta-feira (14). Aberto à população, o evento será realizado no auditório da UniFuncesi. A promoção da conferência é da Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e do Conselho Municipal de Saúde.

Os encontros buscam discutir e apresentar propostas relacionadas à melhoria do Sistema Único de Saúde (SUS) no município. Os levantamentos servirão para avaliar o sistema e propor novas diretrizes para a formulação de políticas públicas do SUS nos âmbitos estadual e nacional.

A programação contará com palestras sobre os temas divididos nos seguintes sub-eixos: financiamento, gestão e controle social; saúde para todos em tempos de pandemia (linha de cuidados), e fortalecimento e reestruturação da atenção primária. As propostas elencadas como prioritárias serão levadas à conferência estadual e, posteriormente, à nacional. Além disso, nesta etapa municipal, serão eleitos os delegados que representarão Itabira na conferência mineira.

Confira a programação:

Primeiro sub-eixo – Financiamento, gestão e controle social

Palestrante: Ederson Alves da Silva (presidente do Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais, bacharel em Direito pela faculdade Arnaldo, especialista em Direito Sanitário pela Escola de Saúde Pública de Minas Gerais (ESP-MG), mestre em Gestão de Serviços de Saúde pela Faculdade de Enfermagem da UFMG. Foi presidente e secretário-geral do Conselho Municipal de Saúde de Belo Horizonte, nos mandatos 2013/2014 2012/2013.

Segundo sub-eixo – Saúde para todos em tempos de pandemia (linha de cuidados)

Palestrante: Emanuelly Paulino Soares (psicóloga graduada pela Universidade Estadual da Paraíba, especialista em Saúde da Família pela UFPB, mestre em Saúde Coletiva pela UnB. Atuou como assessora técnica em saúde de municípios do estado da Paraíba, apoiando os programas desenvolvidos pela gestão local (2006-2011). Foi coordenadora de saúde mental do município de Cabedelo/PB (2009). Atuou como consultora técnica do Ministério da Saúde na formulação de política, programas e implementação de apoio institucional aos estados e municípios no âmbito da Atenção Básica, Domiciliar, Hospitalar, Urgência e Emergência, Assistência Farmacêutica e Programação de Ações e Serviços de Saúde (2011-2016). Atuou como Coordenadora Municipal de Atenção Básica em Santos-SP (2019).

Terceiro sub-eixo – Fortalecimento e reestruturação da atenção primária

Palestrante: Marina Abreu Coradi (médica de Família e Comunidade, especialista em Vigilância em Saúde pelo Instituto Sírio-Libanês, mestre em Saúde Coletiva, Política e Gestão Pública pela Unicamp. Atualmente trabalha como médica de saúde da família em Juatuba/MG. Professora do curso de Medicina da PUC Minas. Desde 2016, compõe o Grupo Especial de Supervisão do Programa Mais Médicos, que atua em áreas indígenas e municípios remotos na Amazônia Legal – Acre, Pará e Macapá. Já atuou em missões humanitárias para atendimento médico no Haiti e Moçambique.