Moradores da Serra dos Alves participam de atividade educativa para preservação do patrimônio cultural

A iniciativa incluiu ainda os operários que trabalham na obra de conservação da Capela de São José, equipamento protegido por tombamento municipal      O povoado da Serra dos...

127

A iniciativa incluiu ainda os operários que trabalham na obra de conservação da Capela de São José, equipamento protegido por tombamento municipal   

 

O povoado da Serra dos Alves, localidade do distrito de Senhora do Carmo, recebeu a equipe da Diretoria de Patrimônio Histórico, da Prefeitura de Itabira, na terça-feira (17), para uma ação educativa, visando o reconhecimento e apropriação do patrimônio cultural da comunidade.

A atividade integra o Plano de Ação de Educação para o Patrimônio e Difusão que será implantado pela Prefeitura de Itabira a fim de reforçar a participação e pontuação no Programa do ICMS Cultural.

Cerca de 20 pessoas participaram da ação desenvolvida para moradores do entorno da Capela de São José, incluindo grupos da terceira idade, formados pelos residentes mais antigos do povoado. Ainda estiveram presentes na capacitação os operários que trabalham na obra de conservação da igreja local.

“As ações de educação patrimonial buscam esclarecer a população sobre a importância da conservação da memória e da identidade local, conduzindo as pessoas a resgatarem o sentimento de pertencimento. No caso da Serra dos Alves, a capela e seu entorno já constituem um recurso turístico considerável, além dos atrativos naturais da região. Então, manter viva a imagem da igreja, do cruzeiro, e da praça, que abriga construções centenárias, é conectar o passado ao tempo presente, promovendo de forma harmônica o reforço das identidades locais”, explica Daniele Miranda Vieira Souza, diretora de Patrimônio Histórico e Cultural e presidente do Conselho Municipal de Patrimônio Artístico de Itabira (Comphai).

Obra na Capela para preservação do patrimônio cultural

A Capela de São José e as sete edificações residenciais construídas em volta do adro, fazem parte do Conjunto Urbano e Paisagístico do povoado da Serra dos Alves, bem protegido por tombamento municipal.

Para preservação da capela, datada de 1866 e que conserva um valor arquitetônico e histórico para a população, em novembro de 2021 teve início uma reforma para conservação do patrimônio. A obra foi garantida pelo cadastro no Programa de Revitalização do Patrimônio Cultural do Município, aprovado pelo Comphai, com recursos do Fundo Municipal de Proteção ao Patrimônio Cultural (Fumpac), garantido pelo repasse de verba do ICMS Cultural. O valor do investimento é de R$ 284.015,50.

O valor da capela enquanto um bem tombado, associado à importância da construção para a comunidade e à relevância para o desenvolvimento do turismo local, reforçam a necessidade da reforma para preservação da história da comunidade.

A igreja foi construída em terreno doado por Domingos Alves, Quintiliano Alves, Antônio Alves, Diogo Alves, Diolindo Luiz da Silva, Jesuíno Luis da Silva e Vicente Alves Costa, dando origem ao povoado de Serra dos Alves, um dos principais atrativos turísticos de Itabira.

O conjunto arquitetônico, formado pela capelinha e as casas ao redor, estão inseridos na Área de Proteção Ambiental (APA) Morro da Pedreira e formam um cenário de grande beleza, junto à Serra dos Alves, que pode ser avistada do adro da igreja.