Reforma da lavanderia da Fundação Crê-Ser é inaugurada e homenageia a ex-vereadora Dona Preta

A Prefeitura de João Monlevade, por meio da Fundação Municipal Crê-Ser, inaugurou na manhã desta quarta-feira (27), a nova lavanderia da autarquia que recebeu o nome da ex-vereadora,...

203
A Prefeitura de João Monlevade, por meio da Fundação Municipal Crê-Ser, inaugurou na manhã desta quarta-feira (27), a nova lavanderia da autarquia que recebeu o nome da ex-vereadora, Marina Eugênia de Souza, Dona Preta.  A reforma do espaço levou quatro meses e dará mais qualidade de trabalho aos servidores que ocupam o local.  “Nós agradecemos a todos os funcionários que aguardaram com paciência que essa parte de nossa instituição fosse revitalizada”, comentou a diretora executiva da Fundação, Helenita Pinto Melo Lopes.
Durante a solenidade de entrega, a diretora da Fundação falou sobre o carinho que possui com a homenageada. “Dona Preta foi uma mulher guerreira e é mais do que justo a nossa lavanderia receber o nome dela. Tenho profunda gratidão”, explicou.
O prefeito Dr. Laércio Ribeiro (PT), foi representado pelo vice e secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Fabrício Lopes (Avante). “Em uma das visitas à Fundação, eu e Dr. Laércio percebemos a necessidade de uma reforma urgente na lavanderia”. Sobre a homenageada, Fabrício Lopes agradeceu a família em emprestar o nome de Dona Preta para o novo espaço. “Essa é uma pequena forma de retribuir por tudo o que ela fez por nossa cidade e pela luta junto aos movimentos populares”, comentou.
Uma das filhas de Dona Preta, a servidora municipal, Valdirene Souza, disse que é uma honra representar a família durante o evento. “Minha mãe era uma mulher incrível, batalhadora e nos ensinou muito. Todo mundo independente de partido, cor, gênero, gostava muito dela. Ela era nossa fortaleza e é tão bom tudo isso que estão fazendo aqui hoje. Não tenho palavras para agradecer”, disse emocionada Valdirene.
Dona Preta -Marina Eugênia de Souza, mais conhecida como Dona Preta, é natural de Alvinópolis e veio para João Monlevade na década de 1960, onde casou-se com José Raimundo Pena Forte de Souza, com quem teve nove filhos. Muito conhecida na cidade e também no bairro de Lourdes onde viveu muitos anos, ela sempre foi engajada nos movimentos populares e na igreja católica, a exemplo do Centro Comunitário do bairro onde ela ajudou na sua  fundação. Nos anos 80, Dona Preta esteve no chamado “Grupo de Mulheres”, e tem sua história associada também ao apoio às lutas dos trabalhadores metalúrgicos de João Monlevade.
Mulher, mãe, negra, Dona Preta foi a primeira empregada doméstica eleita vereadora no Brasil no mandato entre 1988 e 1992 pelo Partido dos Trabalhadores. Em seu mandato, se empenhou pela criação do Conselho da Mulher e da Lavanderia Comunitária. Ela também foi fundadora da Associação das Profissionais Domésticas e Lavadeiras de João Monlevade.
É dela a lei municipal que dispõe sobre os cargos e empregos públicos reservados para pessoas portadoras de deficiência e define os critérios para a admissão.
Dona Preta faleceu em 2017 e deixou um grande legado de sua trajetória na história de João Monlevade.

Presenças : Estiveram presentes na entrega da reforma da lavanderia, o  presidente da Câmara de João Monlevade, Gustavo Maciel (Podemos), o vereador líder do governo na Câmara,  Belmar Diniz (PT) e o vereador Leles Pontes (Republicanos). O evento também contou com a presença do presidente da Cáritas Diocesana de Itabira, padre Gustavo Silva, do comandante da 17ª Companhia Independente de Polícia Militar tenente-coronel Agnaldo de Souza Schuab, bem como de representantes ligados aos Conselhos Municipais de Assistência Social e da Criança e Adolescente. A solenidade contou com a presença do chefe de Gabinete, Geraldo Giovani Silva, do assessor de governo, Gentil Bicalho, bem como de demais secretários municipais.
Fotos: Ernane Motta (Fundação Crê-Ser)