Apae de Itabira promove homenagens no dia Internacional da Mulher

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Itabira – Apae de Itabira realizou nesta terça-feira (08), Dia Internacional da Mulher, diversas ações que tiveram como objetivo...

321

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Itabira – Apae de Itabira realizou nesta terça-feira (08), Dia Internacional da Mulher, diversas ações que tiveram como objetivo homenagear as mulheres da instituição. Diretoras, usuárias e funcionárias se dividiram em diversas modalidades de apresentação durante toda a tarde, atraindo um bom público que, mesmo com a queda acentuada do Covid-19, se mantiveram de máscaras e com a constante higienização das mãos. O evento foi marcado pela participação exclusiva das mulheres, em especial mães de usuários. Teatro, dinâmicas, desfiles e até alongamento corporal fizeram parte das apresentações artísticas.

Maria Raimunda Lacerda Sobrinho, presidente da Apae de Itabira em seu segundo mandato disse estar satisfeita com o evento, superando as expectativas: “Ficamos surpresas sim; a presença do público foi marcante pois não convidamos ninguém “de fora”. Foi um evento para gente mesmo, bem intimista e acabou que vieram famílias inteiras participar. Isso demonstra o quanto a nossa Apae é querida pela vizinhança”, disse. Já Solange Souza, diretora da Associação, destacou a importância desta participação da comunidade: “É necessário sim as pessoas virem aqui na Apae. Conhecer nosso trabalho, ir nas salas, no ambulatório, ver nossos alunos, pacientes, enfim, nossos usuários. Esta interação é necessária pois ajudar a conscientizar as pessoas da necessidade em colaborar. Dar continuidade aos trabalhos realizados com mais de 400 crianças, jovens, adultos e idosos com deficiências intelectuais e múltiplas. Tô muito feliz com a festa de hoje”.

Desfile de “Misses”.
O “ponto alto” do evento ficou a cargo das mães dos usuários. Vestidas com roupas de festa, desfilaram pelo palco da Apae com descontração e elegância, debaixo dos aplausos de filhos e amigos. Ao final do “desfile” apresentaram cartazes com palavras de motivação, carinho e incentivo. Um farto lanche foi servido aos presentes, em clima de confraternização. Sayonara Tôrres, fisioterapeuta há 26 anos na instituição e coordenadora da equipe de saúde explicou: “Com a queda de casos do Covid, a possibilidade do fim da pandemia e a baixa internação em leitos hospitalares, começamos a retomar nossas esperanças de tempos melhores. Nossas crianças estão acostumadas com nosso carinho, amor e cuidado diário com elas. O período de ficar em casa trouxe muito sofrimento, muitas sofreram sim, pela falta de contato conosco e pela socialização tão necessária para eles. Ainda sim mantivemos os atendimentos ambulatoriais e visitas domiciliares. Estamos voltando lentamente ao nosso ritmo de dois anos atrás. Com a chegada do período escolar, a expectativa é melhor ainda. Muitos pais já sentem melhoras expressivas no humor e comportamento de vários usuários. Esta é a maior prova que a Apae faz bem. Muito bem a todos…” concluiu a coordenadora.

Associação que visa promover a atenção integral à pessoa com deficiência intelectual e múltipla. A Rede Apae destaca-se por seu pioneirismo, estando presente em mais de 2 mil municípios em todo o território nacional.

Hoje, no Brasil, essa mobilização social presta serviços de educação, saúde e assistência social a quem deles necessita, constituindo uma rede de promoção e defesa de direitos das pessoas com deficiência intelectual e múltipla, que hoje conta com cerca de 250 mil pessoas com estes tipos de deficiência.