Tecnologia implantada pela CENIBRA monitora fadiga de motoristas e reduz acidentes

As falhas humanas são as maiores causas de acidentes no trânsito. Assim, o uso de tecnologias que ajam nos comportamentos de risco se torna um importante aliado. Este...

83

As falhas humanas são as maiores causas de acidentes no trânsito. Assim, o uso de tecnologias que ajam nos comportamentos de risco se torna um importante aliado. Este é o caso do sensor de fadiga. A solução, que detecta padrões de comportamento, analisa os movimentos do veículo e avalia o desempenho do motorista na direção, está instalada em todos os caminhões de transporte de madeira própria da CENIBRA de todas as regionais. Os algoritmos de reconhecimento de padrões detectam comportamentos inadequados e geram alertas.

“Além de uma ferramenta tecnológica inovadora, o sensor de fadiga é uma forma eficaz de proteger a vida dos motoristas e terceiros. Prova disso é que após sua instalação, a ocorrência de acidentes relacionados a sono foi reduzida a praticamente zero”, esclarece Cristian Moreira Castro, especialista da Coordenação de Logística Florestal e Infraestrutura.

O sensor analisa o comportamento do motorista, combinando informações sobre os movimentos do automóvel, a estrada e o nível de atenção do condutor. Alertas em tempo real são enviados a ele diretamente na cabine do veículo, caso seja necessário. Estes alertas chegam também a um centro de controle que, a partir das informações, pode empregar ações imediatas para a resolução do problema. O equipamento funciona durante o dia e à noite, em qualquer condição climática, com uso de óculos escuros ou de grau.

Por meio de uma câmera de monitoramento instalada no painel do caminhão, o sistema avalia os olhos do condutor, e caso ocorra o fechamento de suas pálpebras serão emitidos alertas cuja intensidade aumenta de acordo com o grau de fadiga detectado.

São exemplos de comportamentos inadequados que a tecnologia é capaz nos motoristas ao volante: bocejo, falta de atenção na condução, uso do celular, consumo de cigarro e manuseio de rádio e objetos. Além disso, o sistema também é capaz de mapear os horários e locais em que ocorrem mais desvios e identificar obstrução do equipamento ou ausência do condutor com o automóvel em movimento.

Em caso de sonolência ou cansaço é solicitado que o condutor pare o veículo em local seguro para realizar estimulação e neutralizar o efeito da fadiga. Caso essa condição persista, ele é orientado a parar em local seguro e encerrar a viagem.