Vigilância faz varredura em região onde atriz Camila Pitanga contraiu malária em São Sebastião

Segundo prefeitura, a partir de quinta-feira (20) equipes vão buscar no entorno da casa da atriz pessoas com e sem sintomas mas que estejam dispostas a serem examinadas....

70

Segundo prefeitura, a partir de quinta-feira (20) equipes vão buscar no entorno da casa da atriz pessoas com e sem sintomas mas que estejam dispostas a serem examinadas.

Camila Pitanga com a filha, Antônia, de 12 anos — Foto: Reprodução/Instagram

A Vigilância Epidemiológica de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, prepara uma varredura na região da Barra do Una, onde a atriz Camila Pitanga e a filha, Antônia, de 12 anos, contraíram malária.

De acordo com a prefeitura, a partir de quinta-feira (20) equipes vão buscar em um raio de 500 metros da casa da atriz por pessoas com e sem sintomas mas que estejam dispostas a serem examinadas.

m 2020, foram registrados três casos da doença na cidade, sendo dois deles os da atriz e da filha. O Ministério da Saúde considera o município área de risco para a malária por ter registrado ao menos um caso autóctone nos últimos três anos (veja mais abaixo).

De acordo com a assessoria da atriz, Camila Pitanga estava em confinamento em uma casa na Barra do Una quando começou a apresentar os primeiros sintomas. Acreditando estar infectada pela Covid-19, ela procurou um laboratório em Ubatuba e o exame para coronavírus deu negativo.

O diagnóstico de malária foi confirmado pela equipe da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), do Hospital das Clínicas da USP, em São Paulo.

Segundo a assessoria, a atriz e a filha estão em tratamento e retornaram ao isolamento social em São Sebastião. Camila publicou em sua conta no Instagram o relato dos dias de sufoco que ela e a filha passaram ao contrair malária.