Mãe de Rafael Miguel foi morta ao abraçar o filho para tentar protegê-lo

Crime aconteceu no domingo (9) no bairro Pedreira, em São Paulo Um policial que investiga o caso de assassinato de Rafael Miguel, de 22 anos, afirmou que o ator foi...

137

Crime aconteceu no domingo (9) no bairro Pedreira, em São Paulo

Rafael Henrique Miguel

Um policial que investiga o caso de assassinato de Rafael Miguel, de 22 anos, afirmou que o ator foi morto com um tiro no rosto. A mãe de Rafael abraçou o filho caído no chão, para tentar protegê-lo, e então também foi atingida e morta. Antes de fugir, o acusado, Paulo Cupertino, também matou o pai de Rafael.

O comerciante Paulo Cupertino, de 48 anos, é pai de Isabela Tibcherani, namorada de Rafael Miguel. Ele teria matado o ator e seus pais, Miriam Selma Miguel, 50 anos, e João Alcisio Miguel, 52, por ciúmes da filha.

Em depoimento na segunda-feira (10), Isabela contou que o pai tinha uma arma em casa há anos. Ela também afirmou que ele descobriu seu namoro com Rafael através de mensagens trocadas entre o casal em 2018 e proibiu o relacionamento, alegando que o ator “não era uma pessoa de bem”.

O casal teria rompido o namoro por mais ou menos oito meses por conta da proibição de Paulo, mas haviam reatado um dia antes do crime. Os pais de Rafael estavam dando uma carona para o casal até a casa da Isabela quando, ao chegarem, Paulo se aproximou e matou os três.

O atirador está foragido desde o domingo, mas a polícia localizou na última terça (11) o carro que teria sido usado na fuga. O veículo é clonado e foi encontrado a cerca de 21 quilômetros do local do crime.

Imagens de uma câmera de monitoramento mostram Paulo Cupertino Matias retornando ao local do crime, na madrugada desta terça, em um Chevrolet Corsa bege. Ele, segundo as imagens, deixa o veículo no local e, em seguida, tira uma picape Chevrolet Montana, de cor escura, de uma garagem, e foge em seguida. Não foi confirmado em qual residência estava a caminhonete.