Papa reconhece abuso sexual de freiras como um problema na Igreja Católica

O religioso explicou que diversos padres e clérigos estão sendo afastados de suas funções. Pela primeira vez, o Papa Francisco se pronunciou sobre as freiras vítimas do abuso sexual cometido por padres...

175

O religioso explicou que diversos padres e clérigos estão sendo afastados de suas funções.

Papa Francisco

Pela primeira vez, o Papa Francisco se pronunciou sobre as freiras vítimas do abuso sexual cometido por padres e bispos da Igreja Católica. Ele afirmou que o crime é um problema dentro na instituição e que, inclusive, diversos representantes estão sendo afastados dos cargos por ligação com os casos.

Mesmo com o posicionamento decisivo da Igreja, o Papa foi sincero sobre como os abusos continuam a ocorrer mesmo com a preocupação em combatê-los. “Eu acredito que isso ainda está acontecendo. Não é algo que a partir do momento em que você descobre, acabou. A coisa continua a acontecer. Nós estamos trabalhando nisso há muito tempo”, explicou o religioso.

As declarações foram dadas em uma coletiva de imprensa no avião papal, quando ele voltava a Roma depois de uma visita aos Emirados Árabes Unidos.

O Papa também revelou que o seu antecessor, Papa Bento XVI, tentou começar um movimento dentro da Igreja, para que esse tipo de crime deixasse de existir. Na época, pessoas de dentro do Vaticano o impediram de realizar as investigações. Mesmo assim, ele conseguiu fechar uma ordem religiosa de mulheres que eram escravizadas, inclusive sexualmente, por clérigos e fundadores do local.