11ª Conferência Municipal de Saúde discute melhorias nos PSFs e novo local para o Pronto-Socorro

400 participantes entre organizadores, convidados, delegados, conselheiros e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) Itabira participaram do evento Com a presença de mais de 400 pessoas, Itabira...

45

400 participantes entre organizadores, convidados, delegados, conselheiros e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) Itabira participaram do evento

Com a presença de mais de 400 pessoas, Itabira realizou, nos dias 13 e 14 de julho, a 11ª Conferência Municipal de Saúde. O evento aconteceu no auditório da Unifuncesi, com o objetivo de trabalhar temas e propostas para contribuir com o Plano Municipal de Saúde 2022-2025.

Em cada grupo de discussão foram retiradas três sugestões, que poderão ser implementadas no plano. Entre as considerações estão a transferência do Pronto-Socorro Municipal de Itabira, hoje instalado no Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD), para o Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC), reformulando assim o desenho da rede de urgência e emergência. Além disso, teve a indicação de tornar o Hospital Municipal Carlos Chagas uma instituição regional, para garantir mais recursos financeiros e tecnológicos.

A extensão do horário de funcionamento nos postos de saúde em todo o município, a melhoria da cobertura vacinal, curativos e outros procedimentos foram as propostas aprovadas de maior relevância para os conferencistas.

Outro plano aprovado, para fortalecer as ações da Comissão de Acompanhamento de Convênios e Contratos (CAC), foi a garantia efetiva da participação do Conselho Municipal de Saúde nas definições e deliberações de contratações, convênios, consultorias e terceirização dos serviços de saúde, bem como a aplicação e fiscalização do uso dos recursos públicos incluindo a Compensação Financeira pela Exploração Mineral (Cfem) e as emendas parlamentares destinadas à saúde.

O vice-prefeito, Marco Antônio Gomes, representando o prefeito municipal, Marco Antônio Lage, ressaltou, em pronunciamento, a importância da Conferência para ações e serviços de saúde do município e as ações que poderão advir das negociações que serão votadas e concenssuadas. “O governo municipal está trabalhando para que a saúde em Itabira seja a melhor possível, pensando no usuário e nas prioridades que o serviço precisa executar para ofertar uma atenção de maior qualidade e ao alcance das necessidades da população”, destacou.

Os conferencistas ainda aprovaram a reestruturação dos serviços de saúde com a implantação e fomento de recursos financeiros nos três níveis de atençao à saúde. Ainda, foram discutidas e aprovadas a implantação do CAPS III e melhorias da atenção nas áreas de saúde mental.

Outro ganho da comunidade refere-se à aprovação de ampliação do número de profissionais destinados à saúde bucal, inclusive para o atendimento de pacientes que aguardam procedimentos no Centro de Especialidade Odontológicas (CEO). A compra de mais equipamentos e o aumento da frota de veículos para atender cada unidade básica de saúde também foi pauta aprovada.

O redimensionamento das equipes de atenção de acordo com a demanda do território e a legislação vigente, foi outra proposta aprovada. A reestruturação conta ainda com a valorização dos profissionais.

A Conferência teve uma avaliação positiva tanto pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde, os organizadores da 11ª Conferência de Saúde e os participantes, conselheiros e usuários presentes.