Webnar “Outros tempos, outras possibilidades” abre o projeto Fazer Ciências para profissionais da educação

Poderão participar do evento on-line professores do Ensino Fundamental e demais profissionais da rede municipal de ensino O projeto Fazer Ciências, uma parceria da Secretaria Municipal de Educação...

69

Poderão participar do evento on-line professores do Ensino Fundamental e demais profissionais da rede municipal de ensino

O projeto Fazer Ciências, uma parceria da Secretaria Municipal de Educação de Itabira (SME), da Fundação Vale e a Comunidade Educativa CEDAC, vai promover nesta quinta-feira (9) um webnar para capacitação de educadores e profissionais da rede Municipal de ensino. O evento acontece de forma on-line, de 14h às 16h, e está aberto para gestores escolares, especialistas, coordenadores e professores do Ensino Fundamental.

“Com este projeto vamos criar espaços coletivos de reflexão, de ações para construção de uma educação de qualidade para todos os nossos estudantes do Ensino Fundamental de Itabira”, avalia a secretária Municipal de Educação, Luziene Aparecida Lage.

Com o tema “Outros tempos, outras possibilidades”, o webnar é a primeira atividade desenvolvida pelo projeto e vai propor reflexões sobre as transformações no mundo e as atuações do profissional da escola para a formação integral dos estudantes com a qualidade e equidade, a partir do ensino de Ciências e Matemática.

A programação irá contar com apresentação do projeto Fazer Ciência para os educadores da rede pública municipal, além de palestras com a diretora-presidente da Comunidade Educativa CEDAC, Tereza Perez, e o editor científico da ZOOM Education for Life, Vinícius Siugnorelle, coordenador pedagógido do projeto. O link para participação já foi encaminhado aos profissinais que irão participar.

O que é o projeto Fazer Ciências?

O projeto Fazer Ciências tem o objetivo de organizar novas formas de ensinar e aprender a partir da lógica na qual os estudantes sejam protagonistas de suas aprendizagens e descubram o prazer ao longo do processo, dando às disciplinas de Ciências e Matemática um significado real.

A ideia do projeto surgiu a partir das transformações que aconteceram ao longo dos anos e ocasionaram uma ampla mudança no estilo de vida e nas possibilidades de participação social. Foi observado que uma educação científica, de cunho investigativo se tornou uma necessidade na atualidade.

De uma maneira geral, o ensino de Ciências Naturais e de Matemática nem sempre é interessante para o estudante. Com a implantação do projeto os alunos terão acesso a situações e a materiais que possibilitem a investigação, o pensar e a sistematizar novos conceitos.

As atividades do projeto serão desenvolvidas ao longo do segundo semestre de 2021 e em 2022, com diagnóstico, formações, conteúdos e materiais e práticas e projetos escola-comunidade.

“Esta parceria vai possibitar a capacitação de nossos gestores, coordenadores e professores. A partir do próximo ano, este projeto já vai para dentro das salas de aula, com o trabalho e ações desenvolvidos com as disciplinas de Ciências e Matemática, possibilitanto organizar novas formas de ensio a partir da lógica, onde estudantes possam ser protagonistas da aprendizagem, além de descobri o prazer em desenvolver atividades pedagógicas por meio de oficinas e laboratórios, ao longo de todo o processo”, afirma a secretária de Educação.

O projeto prevê a formação dos professores do Ensino Fundamental da rede municipal e toda a equipe da SME. Os alunos também participarão com acesso ao conteúdo e materiais, que serão dispobilizados para estudantes do 4º ao 9º ano do ensino fundamental das escolas municipais de Itabira. O propósito é desenvolver atividades investigativas de situações-problema reais, junto aos alunos nas áres de Ciências da Natureza e Matemática.