Prefeitura e HNSD reúnem-se para discutir sobre a construção do centro de radioterapia em Itabira

Na tarde desta terça-feira (10), o prefeito Marco Antônio Lage participou da reunião sobre a construção do prédio da radioterapia no Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD). O encontro aconteceu no auditório...

216

Na tarde desta terça-feira (10), o prefeito Marco Antônio Lage participou da reunião sobre a construção do prédio da radioterapia no Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD). O encontro aconteceu no auditório do hospital e contou com a presença do vice-prefeito e médico da instituição, Marco Antônio Gomes; do provedor do HNSD, Márcio Antônio Labruna; do diretor da Gerência Regional de Saúde de Itabira (GRS-ITA) Itabira, Maurício Geraldo Marques; da secretária municipal de Saúde, Luciana Carmem Sampaio; entre outros integrantes da unidade hospitalar.

Segundo Márcio Labruna, a expectativa é de que a ordem de serviço seja assinada dentro de 60 dias. Estima-se que a obra comece em novembro e seja concluída em 12 meses. “Temos hoje uma parte da oncologia instalada e funcionando muito bem, mas faltava a radioterapia. O HNSD foi privilegiado: é o único hospital de Minas Gerais que está recebendo essa verba do governo federal para a obra da radioterapia. Se tudo correr bem, no final de 2022 entregaremos o serviço de oncologia completo para Itabira e região. Quero parabenizar a todos que trabalharam por isso, pois agora estamos colhendo os frutos. Ninguém faz nada sozinho, sempre é um trabalho conjunto”, afirmou.

Já o vice-prefeito Marco Gomes destacou a importância do investimento para os pacientes em tratamento oncológico: “vejo com grande satisfação o hospital avançando na área da oncologia. A distância dificulta o tratamento, aumenta o sofrimento e a mortalidade. Com a abertura do centro de tratamento aqui, será um conforto maior para o paciente”.

Em seguida, Marco Lage explicou que a intenção é que Itabira ofereça o tratamento de alta complexidade a toda macrorregião, abrangendo cerca de 500 mil pessoas. “Essa é uma solenidade simples, mas de importância enorme para Itabira. A cidade precisa dar saltos maiores em busca da emancipação econômica e garantir qualidade de vida à população, mesmo depois da exaustão mineral anunciada para daqui a dez anos. Um empreendimento abre caminho para outros e, na saúde, não é diferente”, enfatizou o prefeito.

O consórcio formado pelas empresas MHA Engenharia e RAF Arquitetura foi contratado pelo Ministério da Saúde para elaborar o projeto de construção do prédio da radioterapia. Também faz parte do consórcio a empresa Varian, que será responsável pela instalação do acelerador linear – equipamento utilizado no tratamento radioterápico.

O engenheiro civil do consórcio MHA/RAF, Rafael Soares Basílio, fez a visita técnica ao hospital e apresentou o estudo de viabilidade para implantação do serviço de radioterapia. A área cedida pelo HNSD para construção do espaço possui aproximadamente 1,2 mil metros quadrados.

Em tempo

A confirmação de que o centro de radioterapia será instalado em Itabira ocorreu em julho deste ano, durante ida do prefeito Marco Lage e do provedor do HNSD Márcio Labruna a Brasília. Os investimentos devem ser superiores a R$ 10 milhões e serão feitos pelo Ministério da Saúde. Atualmente, o HNSD oferece os serviços de quimioterapia e cirurgia oncológica. Com a radioterapia, o hospital terá um Centro de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon).