Minas Gerais é o segundo estado que mais emprega no setor do comércio em 2019

Em 2019, as empresas comerciais de Minas Gerais, obtiveram uma receita bruta de revenda e de comissões sobre vendas de R$ 415,1 milhões. Desse total, R$ 35,8 milhões...

126

Em 2019, as empresas comerciais de Minas Gerais, obtiveram uma receita bruta de revenda e de comissões sobre vendas de R$ 415,1 milhões. Desse total, R$ 35,8 milhões foram gerados pelo comércio de veículos, peças e motocicletas; R$ 182,6 milhões, pelo comércio por atacado; e R$ 196,5 milhões, pelo comércio varejista. O comércio varejista se destaca pela maior participação na geração da receita bruta (47,3%), seguido pelo comércio atacadista (44,0%) e pelo setor de veículos, peças e motocicletas (8,6%), ver Gráfico 1.  No comércio varejista, o setor de comércio não-especializado (hiper/supermercados e outros tipos de comércio não-especializados) obteve a maior participação com 16,1% da receita bruta de revenda e de comissões sobre vendas.  No comércio por atacado, o setor de combustíveis se destacou pela maior participação na receita bruta, 11,5%.

Mais informações estaduais no release anexo. Informações nacionais aqui.