Saae Itabira completa 66 anos na próxima quinta-feira

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira comemora, nesta quinta-feira (20), 66 anos de existência. Criada após assinatura da Lei Municipal 151, de 20 de...

113

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira comemora, nesta quinta-feira (20), 66 anos de existência. Criada após assinatura da Lei Municipal 151, de 20 de maio de 1955, pelo então prefeito Virgilino Quintão, a autarquia é responsável pelos sistemas de abastecimento de água, coleta e tratamento do esgoto sanitário em Itabira e distritos. Atualmente, a equipe formada por 226 servidores é conduzida pela diretora-presidente Karina Rocha Lobo, primeira mulher a assumir este cargo na história do Saae.

Para marcar a data, algumas ações serão desenvolvidas, como a marca comemorativa, elaboração de vídeo institucional e a live especial do prefeito Marco Antônio Lage no dia 20 de maio, às 19h, com transmissão pelas redes sociais. “O Saae é uma das empresas mais desafiadoras, porque presta serviços essenciais que impactam diretamente na qualidade de vida dos mais de 120 mil itabiranos. Nos próximos quatro anos, vamos focar na melhoria contínua dos serviços que prestamos. Também vamos fortalecer a gestão por meio do cumprimento de metas que serão estabelecidas nos próximos meses”, comentou Karina Lobo.

Disponibilizar água de qualidade aos itabiranos é um dos desafios enfrentados pela autarquia. Segundo a diretora-presidente, a equipe trabalha para reverter a possibilidade do desabastecimento decorrente da falta de planejamento, manutenção e investimento neste serviço ao longo dos anos. O clima também contribui pontualmente para o agravamento do problema.

“Montamos um grupo de trabalho que está dedicado a este tema, buscando soluções e realizando monitoramento contínuo. Apesar de os motivos para a falta de água serem muitos, lidamos com um aumento crescente do consumo de água e dos índices de perdas nos ambientes públicos e privados”, explicou.

Ela destaca a importância da cooperação dos itabiranos quanto ao uso racional e consciente da água, evitando os conhecidos “gatos”. “Utilizamos em nosso dia a dia uma quantidade maior do que realmente necessitamos, sem considerar o desperdício. Trabalharemos estes pontos por meio das campanhas de conscientização. Este é um desafio da própria autarquia e também de toda a população”, afirmou.