Rede de Saúde Mental de Itabira promove ações em alusão à luta antimanicomial

18 de maio foi instituído como Dia Nacional da Luta Antimanicomial no Brasil, um manifesto dos trabalhadores da saúde mental, familiares e usuários pelo fim dos manicômios A...

28

18 de maio foi instituído como Dia Nacional da Luta Antimanicomial no Brasil, um manifesto dos trabalhadores da saúde mental, familiares e usuários pelo fim dos manicômios

A rede da Saúde Mental de Itabira, que abrange os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS adulto, infanto- juvenil, álcool e outras drogas), o Programa de Saúde da Família/ Núcleo Ampliado de Saúde da Família (PSF/ NASF) e o Centro de Convivência Interagir, realiza na próxima semana ações em alusão à luta antimanicomial. Os serviços de atenção à Saúde Mental do Sistema Único de Saúde (SUS) Itabira estão mobilizados para propor reflexões importantes em torno do dia 18 de maio, data que marca a luta dos profissionais da área, usuários e familiares por um tratamento mais humano aos usuários do sistema de saúde mental.

Pensando nisso, a rede criou uma programação para trazer mais esclarecimentos sobre a importância das pessoas em sofrimento psíquico e fortalecer a inclusão  social, além de conduzir à luta contra os diversos preconceitos que envolvem a causa.

De acordo com a diretora da Saúde Mental de Itabira, Jacira Helena, a semana do 18 de maio traz como pauta a importância dos serviços substitutivos. “Esse movimento tem como objetivo tornar público a luta pelos direitos das pessoas em sofrimento mental, pelo bem-estar, dignidade do indivíduo e seus familiares. Combater os preconceitos direcionados à causa e a desmistificar a ideia que deve-se isolar socialmente esse sujeito para que ele seja tratado. O movimento antimanicomial reforça o cuidado em liberdade, em serviços de saúde abertos que vão além de muros, hospícios e manicômios”, afirma a diretora.

Jacira completa que as ações reforçam que todo cidadão tem o direito à liberdade e à garantia de viver em integração com a comunidade, sem que para isso ele precise abrir mão do seu lugar na sociedade.

Programação

Nos dias 17,18,19 e 20 de maio, os profissionais da saúde da saúde mental, em parceria com a Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA), participarão da iniciativa “Os Caminhos Drummondianos ao lado da Saúde Mental na conquista do pertencimento social e o cuidado com Liberdade”, em que o grupo, respeitando todas as orientações de prevenção à Covid-19, visitará os pontos turísticos de Itabira.

Também na terça-feira (18), às 11h30, o grupo entregará ao prefeito Marco Antônio Lage uma carta de aproximação dos profissionais da saúde, usuários e familiares com o objetivo de simbolizar a luta que tem o apoio do município em relação à importância de ter recursos para essa área de atuação.

Ainda, durante todo o mês de maio ficarão expostas na FCCDA as obras feitas por Francisco Martins, Renata Figueiredo, Júlio Sampaio e todos os alunos e artistas que participaram da Oficina de Cerâmica. A mostra recebeu o nome de “Eu desejo que você se cure daquilo que não fala com ninguém” e ficará exposta na parte interna da galeria da FCCDA. As pessoas podem ver as obras por fora devido à pandemia de Covid-19.

Para finalizar a programação, um bate papo on-line será realizado no dia 19 de maio às 19h30, com o tema Democracia Sim! Manicômio Não! Do direito ao Acesso e o Cuidado com Liberdade. A conversa contará com a participação dos psicólogos Lúcio Vaz Sampaio, Moema Pereira Guerra, Tatiana Silva Gavazza, do usuário da saúde mental Elton Marques e de Alessandra Bragança. Para participar basta acessar o link https://meet.google.com/jti-qfmd-iyx no dia e data marcados.