Sarau em libras emociona público na Casa de Drummond

Nesta terça-feira, 21, a Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade promoveu o Sarau “Alguma Poesia”, na Casa de Drummond, de forma especial. O evento contou com a apresentação...

386

Nesta terça-feira, 21, a Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade promoveu o Sarau “Alguma Poesia”, na Casa de Drummond, de forma especial. O evento contou com a apresentação dos Drummonzinhos e a presença de integrantes da Associação de Pais e Amigos dos Surdos de Itabira – Apasita.

Durante as apresentações a interprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras), Silvana Sá, traduzia os poemas apresentados pelos Drummonzinhos. O jovem Lucas Henrique, da Apasita, também declamou em libras o poema “Quadrilha”, de Drummond, deixando os presentes emocionados.

O evento teve o objetivo de promover a valorização da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e promover a inclusão social.

A Apasita

Criada há quatro meses, a Associação de Pais e Amigos dos Surdos de Itabira luta pela inclusão social das pessoas com deficiência auditiva.

A presidente Enilza Soares Gregório fundou o grupo com o apoio da amiga Maria Igina Nunes Moreira. Elas têm filhos com deficiência e sentem na pele os desafios da inclusão social em Itabira. Um dos sonhos é difundir de forma mais ampla a Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) e torná-la uma realidade em serviços, atendimento ao público e outros.

Confira mais fotos: http://www.marizafrade.com.br/2017/02/sarau-em-libras-emociona-publico-na-casa-de-drummond/